Uma área que compreende o Parque da Floresta Fóssil de Teresina recebeu na manhã desta quinta-feira (10) mais de 80 mudas de árvores como forma de manter o bosque criado pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (SEMAM). As mudas são do espécime ipê, compatíveis com a recomposição da área, margeada pelo Rio Poti.

Quando criada, em 2017, a área verde recebeu o nome de Bosque dos Vereadores. Antes, o espaço era utilizado como campo de futebol, mas, por determinação da Seção Judiciária do Piauí e acompanhamento do Ministério Público do Estado do Piauí, foi rearborizado.

De acordo com o secretário da SEMAM, Olavo Braz, o órgão tem se esforçado para manter os bosques criados nessa gestão. “Esse período chuvoso oferece boas condições para realizar plantios e replantios, por isso temos buscando intensificar essas ações. Assim como o Bosque dos Vereadores, outros que inserimos têm sido mantidos e acompanhados, sendo que alguns foram criados com apoio de outras organizações, a fim de facilitar esse trabalho de manutenção”, destaca o gestor.

O Parque da Floresta Fóssil de Teresina é tombado desde 2010 pelo Ministério da Cultura. Em 1993, através de um Decreto Municipal, foi assegurado como Parque Municipal da Floresta Fóssil do Rio Poti.

O local passará por uma intervenção cuja obra será executada pela Superintendência de Desenvolvimento Urbano Centro/Norte via CAF – Banco de Desenvolvimento da América Latina. Com a reforma, o Parque passará a contar com um Museu de Paleontologia, Centro de Apoio ao Visitante e um Bloco de Administração.