Fundo Municipal de Meio Ambiente é aplicado na aquisição de 3 mil mudas de ipês

Uma cidade bem arborizada traz diversos benefícios à sua população. Para Teresina, onde predominam as altas temperaturas, o conforto térmico e o sombreamento oferecidos pelas árvores estão entre pontos mais consideráveis. Para reforçar o trabalho de arborização da cidade, a Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (SEMAM) adquiriu 3 mil mudas de ipês, nas cores amarelo, rosa, branco e roxo, com recursos do Fundo Municipal de Meio Ambiente, cuja aplicação deve ser voltada para esse fim.

“As mudas foram distribuídas no viveiro do Jardim Botânico de Teresina e no Parque da Cidade, ambos espaços localizados na zona Norte da capital. Outras centenas de árvores deverão ser adquiridas com recursos desse fundo, que tem como finalidades a melhoria e recuperação da qualidade ambiental”, destacou o secretário da Semam, Olavo Braz.

Parte das árvores também dará suporte às ações de plantio realizadas pela Secretaria, a exemplo do Projeto Uma Árvore em Minha Vida, que conta com uma equipe de técnicos para realizar plantios em áreas residenciais, cuja solicitação deve ser feita através do seguinte endereço eletrônico: https://semam.teresina.pi.gov.br/.

Além do conforto térmico e sombreamento, as árvores contribuem, por exemplo, para a redução da poluição do ar e de ruídos, armazenamento de carbono, restauração de solos degradados e embelezamento.

Fundo Municipal de Meio Ambiente

Vinculado à Semam, o Fundo Municipal de Meio Ambiente é de natureza contábil e tem por finalidade o desenvolvimento de projetos que visem o uso racional e sustentável dos recursos naturais, incluindo a manutenção, melhoria e recuperação da qualidade ambiental. Os recursos desse Fundo são constituídos, por exemplo, de arrecadação de multas previstas em lei e taxas e compensações ambientais.

A aplicação desse fundo é realizada em conformidade com as deliberações feitas mensalmente pelo Conselho Municipal de Meio Ambiente (Comdema), órgão colegiado, normativo e consultivo da Administração Municipal, que possui legislação própria.

Alunos e docentes fazem plantio de ipês na UESPI

Na manhã de hoje (10), alunos do curso de Agronomia e docentes da Universidade Estadual do Piauí (UESPI), Campus Poeta Torquato Neto, em Teresina, fizeram o plantio de 35 mudas de ipês na área que margeia o espaço destinado para práticas esportivas da instituição de ensino. A inserção das árvores foi realizada com o apoio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (SEMAM), como forma de celebrar o Dia do Engenheiro Agrônomo, comemorado no dia 12 de outubro.

Além desse plantio, a data será celebrada com a distribuição de 250 mudas de árvores frutíferas e nativas, produzidas nos viveiros de mudas da Prefeitura de Teresina. Com isso, o município e a universidade reforçam seu compromisso em manter nossa cidade cada vez mais arborizada.

Segundo a professora Roselis Machado, o objetivo é ampliar cada vez mais a cobertura vegetal da instituição, sobretudo, na área voltada para prática de esportes, o que resulta em mais sombreamento e beleza, dentro outros diversos benefícios proporcionados pelas árvores. “Além disso, pretendemos fazer a substituição de algumas árvores do campus que não são de espécimes compatíveis com o local onde elas se encontram”, disse.

O secretário da SEMAM, Olavo Braz, explica que órgão tem buscando apoiar e promover ações de plantio e replantio em Teresina. “Temos nos empenhado para intensificar esse trabalho de manutenção do verde da nossa cidade. Na UESPI, por exemplo, estamos apoiando ações de plantio, fornecendo as árvores devidamente solicitadas e fazendo o acompanhamento técnico, já o cuidado com essas mudas inseridas fica sob responsabilidade da instituição”, pontua.

Melhorias no conforto térmico, armazenamento de carbono, redução da poluição do ar e de ruídos, sombreamento, restauração de solos degradados e embelezamento são alguns dos benefícios proporcionados pelas árvores.

 

 

Parque Nova Potycabana vai receber 100 mudas de ipês

O Projeto Margens Sustentáveis realiza nesta sexta-feira (11), às 9 horas, mais uma ação ambiental. Desta vez, serão plantadas 100 mudas de ipês na área do Parque Nova Potycabana, às margens do Rio Poti. Dentre as organizações envolvidas nesse projeto está a Prefeitura de Teresina, através da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (SEMAM).

Elaborado pela ONG Moradia e Cidadania, o Margens Sustentáveis vem sendo executado também com o apoio da Rede Pense Piauí, Universidade Federal do Piauí, Associação Reabilitar (Ceir), Infoway e Exército Brasileiro (2° BEC).

“A Semam vem contribuindo com esse projeto através da doação das mudas de árvores, mão de obra para formar as covas e o acompanhamento da manutenção das árvores que são inseridas, a fim de garantir que sejam devidamente cuidadas, sobretudo no período mais quente do ano. No caso do Parque Potycabana, a responsabilidade é do órgão que gere o espaço”, explica o secretário da SEMAM, Olavo Braz.

A intenção desse projeto é recuperar aproximadamente 14 hectares da mata ciliar do Rio Poti na área urbana da nossa cidade, inserindo cerca de 20 mil novas árvores. Neste ano, Margens Sustentáveis deu início ao seu trabalho de reflorestamento com a inserção de 400 mudas de árvores na área que margeia a Pista de Atletismo da UFPI.

Grupo Matizes faz plantio de 50 ipês no Complexo da Ponte Estaiada

O Matizes, grupo responsável pela organização da Parada da Diversidade, realizou, no fim da tarde de ontem (07), o plantio de 50 ipês no Complexo da Ponte Estaiada. A inserção dessas mudas de árvores se configura como uma medida compensatória pela realização da última edição do evento, ocorrido em 2017. Na oportunidade, o grupo homenageou pessoas que têm ou tiveram uma atuação significativa em defesa dos direitos dos LGBTTs. Tudo aconteceu sob o som dos tambores do Grupo Afro Ijexá.

A ação foi forma de dar cumprimento ao Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) firmado junto ao Ministério Público do Estado do Piauí (MPPI), que determinou o plantio de quinze mudas de árvores, mas com o apoio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semam) esse número foi ampliado, com a intenção de contribuir ainda mais com o conforto ambiental e embelezamento daquela área, onde, habitualmente, acontece a Parada da Diversidade.

Além desse apoio, a Semam ficou responsável por fazer as devidas orientações e o acompanhamento dessa compensação ambiental, trabalho também estabelecido no referido TAC.

Segundo a coordenadora do Matizes, Marinalva Santana, essa medida foi cumprida com muita alegria e sem sentimento de obrigação, já que grupo também atua em defesa do meio ambiente. “Fizemos esse plantio de bom grado e sem nos sentirmos obrigados a isso. Na verdade, o Matizes também atua nessa questão da sustentabilidade, que inclusive já foi tema de uma das edições da Parada da Diversidade. Além disso, temos uma parceria frutífera com a Apipa. Então essa ação foi uma forma de reafirmarmos o nosso compromisso com a causa ambiental”, pontua.

De acordo com o secretário da Semam, Olavo Braz, o órgão vem orientando e acompanhando todas as compensações ambientais que são determinadas, sejam pelo Ministério Público do Estado do Piauí (MPPI) ou pela pasta. “Para nós, é gratificante ver uma organização como o Matizes mostrando seu compromisso com o meio ambiente. Assim como fizemos com eles, dando apoio e orientando, fazemos com outras compensações que são exigidas, sejam aquelas estabelecidas pelo MPPI ou pela Semam”, afirma o gestor.

13 pessoas foram homenageadas

A ação, nomeada pelo Grupo Matizes de “Preservar o meio ambiente faz a diferença”, também foi uma forma de homenagear pessoas que fazem ou fizeram a diferença nas lutas levantadas pelo movimento LGBTTs.

Uma dessas pessoas foi Júnior Araújo (in memorian), idealizador do Coletivo Salve Rainha Café Sobrenatural, que recebeu, em sua homenagem, o plantio de 20 ipês brancos. O médico Noronha Filho e as travestis Makelly Castro e Savana Vougue também receberam essa homenagem póstuma.

Outros nomes homenageados foram: Andrea Cronemberger Rufino, Carolina Magalhães Fortes, Bárbara Melo, Fábio Novo, Sônia Terra, Monique Alves, Grupo Afro Ijexá (Gardênia de Carvalho), Solimar Oliveira e Antônia Aguiar.

Consciência Negra: Praça dos Orixás recebe plantio de 65 ipês

O Dia Nacional da Consciência Negra e Dia Nacional de Zumbi dos Palmares, foi celebrado na manhã de hoje (21) em Teresina com uma ação ambiental na Praça dos Orixás, primeiro espaço público da nossa capital em homenagem à cultura e às religiões de matriz africana, inaugurada recentemente na área do Parque Lagoas do Norte. No local, foram plantados 65 ipês brancos, cor escolhida para homenagear Oxalá, o maior e mais respeitado de todos os orixás do panteão africano.

A programação também contou com rodas de capoeira e uma palestra sobre plantas medicinais e saberes populares. A ação foi organizada pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semam) em conjunto com a Secretaria Municipal de Planejamento (Semplam).

Para fazer o plantio dos ipês, foram convidados militantes do movimento negro, pais e mães de santo e lideranças comunitárias da zona Norte da capital.

Mãe Neuza fez o plantio de uma muda de ipê e destacou a importância da ação. “Achei uma maravilha porque estava mesmo precisando arborizar mais a praça, que já é linda e tem um significado muito grande para nós. Agora é só fazer a manutenção e esperar florescer para encantar a todos”, disse ela, acrescentando que sempre que vê-los florir vai recordar do contexto em que eram foram plantados.

Fátima Zumbi, militante do movimento negro em Teresina, participou do plantio dos ipês e destacou que o intuito da data é chamar atenção da sociedade para refletir sobre o quanto a população negra ainda é vítima de preconceitos, ressaltando a importância do povo e da cultura africana, da qual possuímos muita influência.

O secretário da Semam, Olavo Braz, explica que a intenção de fazer esse plantio no Dia da Consciência Negra vai mais além do que somente tornar a praça ainda mais bonita e agradável, é também uma forma de externar o respeito e homenagear os povos adeptos das religiões de matriz africana e do movimento negro da nossa cidade.

“Esse plantio foi uma forma de deixar marcada essa data tão importante. Certamente, daqui a alguns anos, quando os ipês estiverem na época da florescência, alguns lembrarão que eles foram plantados no Dia da Consciência Negra e que a cor deles foi escolhida para homenagear Oxalá, o maior e mais respeitado de todos os orixás, que representa paz e serenidade, que é o que nós desejamos para todos”, pontua o gestor.

Praça dos Orixás recebe plantio de ipês no Dia da Consciência Negra

O Dia Nacional da Consciência Negra, comemorado na próxima segunda-feira, dia 20 de novembro, será celebrado em Teresina com o plantio de 60 mudas de ipês brancos na Praça dos Orixás, primeiro espaço público da nossa capital em homenagem à cultura e às religiões de matriz africana, inaugurada recentemente na região do Parque Lagoas do Norte. A programação, que inicia às 7 horas, envolve também uma alvorada com rodas de capoeira e uma palestra sobre plantas medicinais e saberes populares.

Ação é organizada pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semam) em conjunto com a Secretaria Municipal de Planejamento (Semplam).

De acordo com o secretário da Semam, Olavo Braz, a cor escolhida dos ipês (brancos) é em referência a Oxalá, orixá associado à criação do mundo e da espécie humana, que simboliza a paz, calmaria, serenidade, sabedoria e benevolência. “A cor branca é em homenagem a Oxalá, o maior e mais respeitado de todos os orixás do panteão africano”, explica o gestor.

O gestor acrescenta que o envolvimento da pasta em uma ação como esta, no Dia da Consciência Negra, se dá porque os adeptos das religiões de matriz africana têm uma relação muito forte com os elementos da natureza. “O plantio dos ipês, espécie que encanta a todos na sua florada e é bem resistente ao nosso clima, é uma forma de tornar ainda mais agradável a Praça dos Orixás, um espaço criado para o resgate, valorização e celebração da cultura e religiões de matriz afro”, finaliza Olavo Braz.

O Dia Nacional da Consciência Negra e também Dia Nacional de Zumbi dos Palmares foi instituído pela Lei 12.519, de 10 de novembro de 2011. O objetivo da data é promover uma reflexão sobre a importância do povo e da cultura africana, assim como o impacto que tiveram no desenvolvimento da identidade da cultura brasileira.

PROGRAMAÇÃO:

LOCAL: Praça dos Orixás (Parque Lagoas do Norte) – Rua Radialista Jim Borralho
HORÁRIO: às 7 horas – Alvorada com Rodas de Capoeira
às 7h:30min – Plantio de Ipês

LOCAL: Prédio da Administração do Parque Lagoas do Norte – Avenida Boa Esperança
HORÁRIO: às 9h30min – Palestra sobre Plantas Medicinais e Saberes Populares

Menina ocupa cargo de Secretária Municipal de Meio Ambiente e planta ipês

Na manhã de hoje (06), a estudante Jéssica Lorraine, de apenas 15 anos, teve a oportunidade de assumir simbolicamente o cargo de secretária municipal de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semam), experiência possibilitada pela campanha #MeninasOcupam, uma iniciativa da Organização Não Governamental PLAN International em parceria com a Secretaria Municipal de Políticas Públicas para Mulheres (SMPM).

A ação já levou outras 16 meninas a ocuparem cargos de destaque na administração pública municipal. A ideia é buscar o empoderamento feminino, mostrando que elas podem chegar onde quiserem ao oportunizar experiências reais que possam destacar suas habilidades e minimizar a discriminação de gênero.

Para deixar marcada sua passagem pela Semam e ajudar a manter o verde de Teresina, Jéssica fez o plantio de dois ipês, importante árvore da flora brasileira, e que apresenta alta resistente ao nosso clima e que revela um espetáculo ao pontilhar nossa cidade com o colorido vindo sua florescência entre os meses de julho e novembro.

A jovem, que foi recebida com faixa, flores e coquetel pelo secretário da pasta, Olavo Braz, e toda sua equipe, assinou também um termo de posse do cargo, documento que levou para casa como forma de recordação desse momento.

Além disso, a estudante conheceu um pouco sobre o funcionamento de todos os setores que compõem o órgão, e fez, ainda, um passeio pelo Parque da Cidade, incluindo visita a uma horta comunitária que funciona há mais de 25 anos na área verde, local onde também fica instalada a sede da Semam.

“Foi uma experiência maravilhosa. Eu fui muito bem recebida por todos. Foi muito importante conhecer como funciona a secretaria. Se eu pudesse, a primeira coisa que eu faria como secretária mesmo seria uma ação ou palestra no meu bairro, para as pessoas pudesse ter um pouco mais de consciência sobre a importância do meio ambiente para o bem-estar de todos”, destacou a menina gestora.

Segundo a educadora social da Plan International, Thayná Lima, que acompanhou Jéssica na ocupação, a jovem foi escolhida para integrar a campanha por apresentar bom desempenho e 100% de participação nas oficinas desenvolvidas pela ONG, que focam na educação financeira e social, o que acaba englobando também a educação ambiental.

O secretário Olavo Braz considera de extrema importância proporcionar esses momentos para meninas como Jéssica. “Essa é uma campanha muito louvável. Hoje, fizemos o que estava ao nosso alcance para recebê-la bem e para sensibilizá-la sobre a importância do meio ambiente, mostrando, junto a tudo isso, a necessidade dela se empoderar e acreditar que pode chegar onde quiser, a exemplo de um cargo de destaque como esse”, pontua o gestor.

A Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Recursos Hídricos foi o último órgão da gestão pública do município a receber a Campanha #MeninasOcupam.